Ser editor

O redesenho de Meridiano 47 – um editorial

Eu escrevi um editorial para informar sobre as mudanças importantes que planejamos em Meridiano 47 desde o ano passado. Um novo projeto editorial, um novo modelo de publicação, um novo lugar no portfolio editorial do IBRI. Ajustes, enfim, que  vão muito além do novo brand, aposto de Journal of Global Studies…

Eu transcrevo abaixo essa peça… Saiu no site do IBRI e abrirá o volume 17 da publicação, em novo formato…

M47_17_Mudamos_inovar

O ano de 2016 se iniciou com um bom número de mudanças bem importantes no programa editorial do Instituto Brasileiro de Relações Internacionais – IBRI, que publica  Meridiano 47 e também livros e a Revista Brasileira de Politica Internacional – RBPI.

Meridiano 47  foi totalmente redesenhada e a sua missão no  portfolio do IBRI foi redefinida. A primeira e mais óbvia mudança está no título do periódico – Meridiano 47, Journal of Global Studies – abre, literalmente, um mundo de possibilidades para explorações  e aproximações  temáticas e para diálogos epistemológicos intensos e colaborações em diferentes formas.

A partir de 2016 Meridiano 47 adota o modelo de publicação continuada,  no qual os artigos são publicados à medida em que ficam prontos. Esse modelo é focado na publicação individual dos artigos, em oposição ao modelo tradicional, baseado em fascículos e edições. Não há atrasos e nem represamentos causados pela espera pelo conjunto de artigos que comporiam um fascículo. Bastante inovador, o modelo é nativo da era da comunicação científica em  acesso aberto, e se populariza rapidamente entre publicações científicas internacionais de grande impacto.  O modelo é adotado por publishers como a veneranda Royal Society, como também por grupos que redefiniram a comunicação científica ao longo dos últimos anos, como Plos ONE e eLife.

Continue lendo:  Editorial – Meridiano 47: reinvenção e redefinição com inovação contínua na comunicação científica em Relações Internacionais no Brasil

Padrão

Deixe uma resposta