Diversão & Arte

Feliz Ano Novo – Desejos, de Carlos Drummond de Andrade

Só pra encerrar o ano com alegria, porque esse 2013 me demandou muita valentia… É melhor um trechinho do poema Desejos, de Carlos Drummond de Andrade:

Desejo a vocês: Namoro no portão, domingo sem chuva, segunda sem mau humor, sábado com seu amor. Chope com os amigos, viver sem inimigos, filme na TV. Ter uma pessoa especial e que ela goste de você.

E eu desejo a todos os meus próximos (e também aos distantes), um feliz e abençoado 2014!

Padrão

Deixe uma resposta